TJRJ confirma afastamento de juiz investigado por venda de sentenças

Por 24 a 0, os desembargadores do Órgão Especial do TJRJ decidiram afastar das funções o juiz João Luiz Amorim Franco e autorizar a abertura de processo administrativo disciplinar contra o magistrado que é suspeito de vender sentenças e de cobrar porcentuais para nomear peritos.

Os magistrados seguiram relatório do corregedor da Corte, Bernardo Garcez, que conduz as investigações contra o juiz.

Amorim ficará distante das atividades na Corte, mas continuará recebendo salário.

 

Continua após a publicidade