Uma mentira dá uma volta inteira ao mundo antes mesmo de a verdade ter oportunidade de se vestir. (Churchill, Winston)

gilberto-clementino-180x150

Primeira vez na história do país um senador é preso no exercício do mandato. E pior: o senador é o líder do governo da presidente Dilma Rousseff. Porta-voz da presidente da República no Senado Federal. A prisão foi ordenada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, por considerar que Delcídio Amaral (MS) estava atrapalhando as investigações da Polícia Federal na Operação Lava Jato. O Ministério Público Federal (os procuradores da República) apresentaram gravações. Nelas, o senador Delcídio estaria participando de articulações para ajudar o ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró em seu envolvimento em crimes sob investigação da Polícia Federal. Dentre as articulações consta, inclusive, a possibilidade de fugir do país após receber manifestação favorável a “habeas corpus”.

Quem é Delcídio Amaral? Delcídio do Amaral Gómez, Engenheiro eletricista, é um dos mais experientes políticos brasileiros, senador pelo Mato Grosso do Sul, nasceu em 08 de fevereiro de 1955, na cidade de Corumbá, Mato Grosso do Sul. O episódio, inédito, fere profundamente o Legislativo federal (bicameral), que não anda bem na Câmara dos Deputados e assiste à prisão de um representante do Senado Federal. Delcídio do Amaral recebe respeitável salário e tem uma série de benefícios como salários extras (13°, 14° e 15°), auxílio moradia, cotas aéreas, ajuda para manter escritório e contratar assessores.

Dentre as principais atribuições de senador da República, pela Constituição Federal, está a de compor o Colegiado de 81 membros para: processar e julgar o Presidente e o Vice-Presidente da República, os Ministros do Supremo Tribunal Federal, Membros do Conselho de Justiça e do Conselho Nacional do Ministério Público, Procurador-Geral da República, Advogado Geral da União, Ministros de Estado e os Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica e, ainda, aprovar a escolha de: Ministros do Tribunal de Contas indicados pelo Presidente da República; Presidentes e Diretores do Banco Central; Governador de Território; Procurador-Geral da República; Titulares de outros cargos que a lei determina.

Outras importantes atribuições de senador são a de autorizar operações externas de natureza financeira, de interesse da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Territórios e dos Municípios; Fixar, por proposta do Presidente da República, limites globais para o montante da dívida consolidada da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios; Aprovar, por maioria absoluta e por voto secreto, a exoneração, de ofício, do Procurador-Geral da República antes do término de seu mandato.

Gilberto Clementino

Análise política

Crédito foto: Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

Leave a comment